Passar para o Conteúdo Principal

Logotipo Festival Musicas do Mundo Sines

Conheça as iniciativas paralelas do FMM Sines 2019

Contos 1 970 2500
02 Julho 2019

O programa do FMM Sines - Festival Músicas do Mundo 2019 é mais amplo do que o seu alinhamento de 51 concertos. Estende-se aos vários campos das artes, à reflexão e à descoberta da natureza através de um programa de iniciativas paralelas.

Em 2019, o público do festival poderá visitar duas exposições. A primeira estará patente no Centro de Artes de Sines, de 6 de julho a 27 de outubro, chama-se "Contra a Abstração" e propõe um desafio ao conceito de abstração através de obras da Coleção da Caixa Geral de Depósitos. A segunda, "Ciganos" poderá ser visitada na Capela da Misericórdia de 21 a 27 de julho. É um trabalho de João Abel Aboim sobre as comunidades ciganas da zona de Lisboa e do Alentejo nos anos do pós-25 de Abril.

João Abel Aboim marca ainda presença no festival como programador do ciclo de cinema, no seio do qual serão exibidos quatro filmes, nas tardes 24 a 27 de julho, no auditório do Centro de Artes de Sines. O fio condutor do ciclo é a noção de insularidade.

Também para o interior do Centro de Artes de Sines estão programados dois espetáculos: a antestreia da nova criação do Grupo 23: Silêncio, no dia 21, e o espetáculo para bebés "Artur", no dia 25.

O Pátio das Artes, espaço ao ar livre contíguo ao edifício do Centro de Artes de Sines, acolhe várias iniciativas. Será ali que, de 24 a 27 de julho, se realizam os ateliês para crianças com artistas do FMM e também as sessões de narração oral "Contos de Tantos Mundos". Será também no Pátio das Artes que a bailarina Aminata Barry orientará uma oficina de dança africana, nos dias 22 e 23 de julho.

François Cambuzat e Gianna Greco regressam a Sines para mais uma edição da sua oficina de música para todos, intitulada "A Grande Orquestra do Desastre". Decorre de 21 a 24 de julho na Escola das Artes do Alentejo Litoral.

A Feira do Disco e do Livro realiza-se este ano nas instalações do Centro Cultural Emmerico Nunes, de 21 a 27 de julho.

A Capela da Misericórdia será um espaço de encontro com músicos e escritores, nos dias 24 de julho (Melanie de Biasio), 26 de julho (Alexandra Lucas Coelho) e 27 de julho (Inner Circle). No dia 25, também na Capela, António Brito Guterres conduz uma conferência sobre o tema "Geografias da nova música popular de Lisboa".

"O Outro FMM", as visitas guiadas aos bastidores do festival, no Castelo, decorrem a 25, 26 e 27 de julho.

O conhecimento do mundo natural será promovido em duas iniciativas. Nos dias 22 e 23 de julho, Fernanda Botelho está no Centro de Artes de Sines para ajudar a conhecer a história das plantas. De 20 a 26 de julho, em vários locais do concelho, investigadores do CIEMAR - Laboratório de Ciências do Mar e do MARE – Centro de Ciências do Mar e do Ambiente realizam iniciativas ligadas à biologia marinha (Entremarés).

De referir, finalmente, o espaço dado aos jovens músicos da região no concerto da Orquestra Locomotiva - Orquestra Sinfónica do Alentejo Litoral, marcado para 26 de julho, no palco Galp - Avenida Vasco da Gama.

Informações completas sobre as iniciativas paralelas disponíveis na área Programa do site do festival (www.fmmsines.pt).