Passar para o Conteúdo Principal

Logotipo Festival Musicas do Mundo Sines

Dobet Gnahoré (Costa do Marfim)

20 de Julho de 2019
Dobet gnahore  c  thomas skiffington 1 970 2500
Porto Covo - Palco INATEL, Lg.º Marquês de Pombal | 22h15 | Entrada livre

Aos seis anos, chega a Abidjan e encontra o pai na colónia de artistas que ele, mestre percussionista, tinha ajudado a fundar. Aí, em Ki Yi M'bock, trabalha-se desde as 5 da manhã a fazer música, dançar, aprender teatro. Dobet Gnahoré cresce absorvendo em cada célula os nutrientes desse ambiente artístico. Será em França, para onde se muda em 1999, que descobre plenamente o potencial da sua voz - física e criativa. Grava quatro álbuns e torna-se viajante. Em 2018, lança "Miziki", com produção de Nicolas Repac, um álbum "luminoso" (como o classificou o Le Monde), onde cruza sonoridades africanas com eletrónica. Cantado na sua língua mãe, o bété, celebra a mulher africana: valente, acolhedora, altruísta.


Foto (c) Thomas Skiffington