Passar para o Conteúdo Principal

Logotipo Festival Musicas do Mundo Sines

A cerimónia transcendental de Ifriqiyya Électrique

Ifriqiyya electrique  c  renaud de foville 1 970 2500
04 Maio 2017

Já estiveram em Sines mais do que uma vez. Discretas presenças vestidas de negro, nos palcos e pelas ruas, bebendo do sol desta finisterra europeia. François M. Cambuzat é francês, Gianna Greco é italiana, mas são sobretudo viajantes. Estão de volta em 2017, com o resultado de outra viagem. Destino: o oásis de Tozeur, no sul da Tunísia. Protagonistas: os sacerdotes Banga que celebram o culto do santo sufi Sidi Marzûq. Três deles - Tarek Sultan, Yahia Chouchen e Youssef Ghazala - irão estar em Sines. Música de transe, em que as cordas ácidas e a eletrónica de Cambuzat e Greco se interpenetram com as percussões, canto e dança dos músicos tunisinos. Uma cerimónia transcendental pós-industrial. Em fundo, imagens filmadas no local.


Foto (c) Renaud de Foville